Na indústria madeireira, assim que uma árvore é cortada, seu primeiro destino costuma ser uma serraria. Será esta atividade a primeira encarregada em iniciar o beneficiamento industrial da madeira.

As serrarias geralmente são compostas de um pátio de toras, galpão de maquinário e um depósito para a secagem e armazenamento da madeira serrada. Devido a essa gama de maquinários e atividades realizadas – e para que sempre estejam em conformidade com a legislação especifica – , todas as serrarias devem atender algumas normas técnicas.

Você sabe o que são normas técnicas e quais são as principais normas que regulamentam as atividades de uma serraria?

Mill - Normas técnicas da serraria

O que são normas técnicas?

Toda norma técnica é um documento resultante de um processo de consenso estabelecido por um órgão reconhecido, onde todas as partes interessadas podem participar e contribuir. O documento referente às normas técnicas fornece regras para um uso comum e repetitivo, além de diretrizes ou características comuns à atividade, visando a obtenção de um grau ótimo de ordenação em um dado contexto.

As normas técnicas se baseiam em estudos consolidados da ciência, tecnologia e experiência acumulada de seus responsáveis, visando trazer benefícios para a comunidade como um todo.

No Brasil, toda norma técnica é publicada exclusivamente pela ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), por ser o foro único de normalização do país.

Normas técnicas de uma serraria

Assim como qualquer outro estabelecimento, as serrarias apresentam diversas normas técnicas que precisam ser atendidas para seu pleno funcionamento. Em serrarias, as normas se dividem, essencialmente, em 2 grupos:

1. Normas técnicas específicas para uma serraria

Essas normas visam especificar as dimensões, teores de umidade média e métodos de medições (espessura, largura, comprimento e volume) e de defeitos nos diversos tipos de madeiras, caso das madeiras serradas e beneficiadas, madeiras serradas coníferas, madeiras serradas folhosas e madeiras serradas de eucalipto, incluindo os tipos provenientes de desmatamento.

Por especificar cada tipo de madeira serrada e suas características, a lista de normas técnicas regulamentadoras para uma serraria é bastante extensa. Mas de forma reduzida, todas são responsáveis por definir critérios de medição que visam manter o padrão de qualidade da madeira e das atividades, apresentando, inclusive, os limites dos desvios e defeitos permitidos.

Neste caso, as normas visam manter a qualidade e os padrões pré-estabelecidos da madeira serrada.

2. Normas aplicáveis na execução da serraria

Tais normas regulamentam os requisitos gerais quanto à qualidade do serviço em pequenos comércios. Em serrarias, regulamentam também sistemas de proteção por extintores de incêndio (ABNT NBR 12693:2010) e Sistemas de alarme (ABNT NBR IEC 60839-1-1:2010).

Na área mais especifica de serrarias, há normas que prescrevem o método de ensaio de verificação de precisão das seguintes máquinas para trabalhar a madeira:

  • Plainas de duas, três ou quatro faces (ABNT NBR 12157:1991);
  • Serras circulares radiais (ABNT NBR 12158:1992);
  • Serra circular com e sem mesa móvel (ABNT NBR 12159:1992);
  • Desengrossadeira (ABNT NBR 11311:1990)

Além disso, há normas especificas para proteção individual dos trabalhadores de serrarias. Caso das luvas de proteção (ABNT NBR 13712:1996), Calçado de proteção (ABNT NBR ISO 20346:2008), além do método de cálculo do nível de pressão sonora na orelha, protegida por protetores auditivos (ABNT NBR 16077:2012).

E o não atendimento às normas, o que acarretará?

Primeiramente, o não atendimento das normas técnicas relacionadas à proteção individual pode acarretar em acidentes de trabalho que resultam em afastamento do trabalhador, além de muitas dores de cabeça ao gerente, que, pode ver sua serraria ficar sujeita a diversas punições que implicam em multas, por exemplo.

Se a serraria não atender as normas técnicas especificas, ela pode perder em qualidade da madeira serrada, além de não conseguir selos que indicam qualidade e procedência da matéria beneficiada na serraria.

Portanto, o não atendimento das normas, acarretará em diversas dores de cabeça, multas e perda de mercado, que certamente farão a lucratividade cair, ou até, acarretar no impedimento do funcionamento da serraria até sua regularização.

Se você tem uma serraria, você não quer ter problemas, certo? Então procure saber quais são as normas técnicas que regem seu negócio e busque se adaptar a todas. Seu sucesso depende disso!

Para qualquer dúvida, deixe seu comentário! 

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *