Grande volume de materiais estocados sem necessidade e falta de matéria-prima para a produção de determinado produto. Estas duas características parecem opostas dentro de uma marcenaria, mas você sabia que elas têm algo em comum?

Parece estranho, mas elas se complementam quando o assunto é eficiência (na verdade, falta dela), isso porque ambas são consideradas problemas decorrentes da gestão ineficiente do estoque do estabelecimento.

Dimensionar o estoque corretamente não é tarefa muito fácil, mas para uma marcenaria fundamental, pois influencia no andamento do trabalho e na rentabilidade do negócio.

Confira algumas dicas que vão ajuda-lo a manter o estoque da marcenaria na medida certa, mantendo sua competitividade em alta.

Precisa controlar o estoque da marcenaria?

Então seja organizado ao máximo

Mill

Em qualquer atividade que necessita trabalhar com estoque, a organização é fundamental, e o mesmo acontece com uma marcenaria que costuma trabalhar com diferentes peças.

Assim, é interessante você separar os estoques por itens. Além do mais, tenha algum tipo de controle, como uma planilha de estoque, por exemplo. Esta deve ser mantida sempre atualizada, com todas as entradas e saídas de estoque.

Softwares especializados em estoque também são ótimas opções, pois facilitam bastante as ações do dia a dia.

Também é importante que você conscientize quem trabalha na marcenaria da importância de manter o estoque sempre organizado e informar sobre a necessidade de reposição de algum material de forma prévia, evitando que a falta de algum item faça a produção parar.

Compra de ocasião? Só se for utilizar no curto prazo

Compra de ocasião são aqueles produtos que você compra mesmo sem precisar, pois o fornecedor está oferecendo um bom desconto. Fazendo isso com frequência você pode ficar com muito estoque, o que significará dinheiro parado.

Assim, o ideal é que você foque em estocar apenas o que tem certeza que será utilizado, aproveitando o desconto somente quando tiver a garantia de que o produto será utilizado no curto prazo.

Manter itens com mais de 30 dias em estoque costuma afetar a saúde financeira da marcenaria, portanto, procure comprar produtos que sejam utilizados neste período.

Priorize o estoque de itens mais utilizados e os itens raros

Entre 70 e 80 % da composição no estoque da marcenaria deve ser de uso universal nos móveis, caso das cavilhas, corrediças, dobradiças, colas, fitas de bordas, entre outros. Portanto, ao planejar seu estoque, você deve priorizar o estoque destes itens, pois tem certeza que irá utiliza-los.

Porém, devemos estar cientes que o estoque da marcenaria não engloba somente a matéria prima. Assim, os dispositivos mais raros e difíceis de encontrar também devem ser mantidos em estoque. Entre estes itens, podemos citar ferramentas e itens do maquinário, como brocas, fita para serras e discos de corte. Eles precisam necessariamente constar no estoque.

A ausência de algum destes itens pode fazer o trabalho ser interrompido, o que gerará perdas na eficiência e possível atraso na entrega do produto final.

Faça a correta armazenagem do produto

Tenha muito cuidado com a forma que você armazena seu estoque. Produtos que perdem qualidade sob influência da umidade (caso da madeira maciça e chapas de MDF) devem ser mantidos longe de fontes de umidade, assim como produtos inflamáveis (thinner, verniz, selador de contato) que devem ficar em áreas bem ventiladas e longe de qualquer possível fonte de calor excessivo.

O ideal é você seguir sempre as recomendações dos fornecedores quanto à correta armazenagem, além de priorizar áreas bem ventiladas, iluminadas e limpas permitindo a correta circulação de pessoal e itens.

Você consegue controlar o estoque da marcenaria corretamente? Esperamos que as dicas ajudem você a melhorar! E se precisar fitas de serra, fale com os representantes da Mill!

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *